segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Eliane Cantanhêde comenta as denúncias no Judiciário


No caso das denúncias de corrupção no judiciário nenhum homem se destacou mais do que a ministra Eliana Calmon, corregedora do CNJ. Em uma declaração de setembro do ano passado ela foi a primeira a denunciar os "bandidos de toga" e confrontar assim o próprio STF.

O Observatório não podia então, deixar de trazer uma opinião feminina sobre o assunto. Eliane Cantanhêde, colunista da Folha de S. Paulo em Brasília e jornalista com currículo para lá de respeitável concedeu entrevista ao programa, analisando os detalhes do caso.

Ela considera que, enquanto o Legislativo e o Executivo ficaram cada vez mais transparentes, o Judiciário continua como a grande caixa preta hoje no Brasil.

No CNJ a jornalista reconhece um instrumento fundamental para a fiscalização dos tribunais, que impede uma desigualdade entre os três Poderes. Os juízes também devem ser julgados.


Confira um trecho da entrevista e não deixe de escrever sua opinião sobre o assunto!


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário